Meta de produção de energia solar para 2021 em Lisboa: só 13% está assegurada até agora – MICRO SOLAR ENERGY
Responsive image
Article

Meta de produção de energia solar para 2021 em Lisboa: só 13% está assegurada até agora

https://www.motor24.pt/sites/wattson/meta-de-producao-de-energia-solar-para-2021-em-lisboa-so-13-esta-assegurada-ate-agora/

 

A produção de eletricidade solar cresceu 43 vezes numa década em Lisboa, mas esse valor representa ainda apenas 13% da meta estabelecida para 2021.

De acordo com um levantamento feito pela agência Lisboa E-Nova, a capacidade fotovoltaica instalada em Lisboa tem vindo a subir de forma constante e ininterrupta na última década.

Evolução da capacidade fotovoltaica instalada em Lisboa. Fonte: Lisboa E-Nova.

O gráfico dá conta da evolução de instalações fotovoltaicas em Lisboa instaladas ao abrigo dos regimes da microgeração, minigeração e autoconsumo até setembro de 2018.

Entre 2008 e 2018, os 4063 kW de eletricidade solar produzida em Lisboa representam um crescimento de 43 vezes.

Contudo, estes números são vistos ainda como insuficientes. Lisboa quer ter em 2021, 8 MW de capacidade fotovoltaica cumulativa instalada em edifícios. Neste momento, tem apenas 13% desses 8 MW cumprido.

Dado o potencial solar de Lisboa no aproveitamento foi lançada a Plataforma Solar de Lisboa – SOLIS –, no âmbito da estratégia “Lisboa Cidade Solar” (de que no Watts On já demos conta).

SOLIS foi desenvolvido pela Lisboa E-Nova em parceria com a Municipa e conta com cofinanciamento do Fundo Ambiental.

Esta plataforma eletrónica pretende “promover uma aceitação ampla da tecnologia solar na sociedade lisboeta, bem como a sua adoção massiva, no sentido da emergência e consolidação de uma cultura e espírito de cidadania solar”, explica a Lisboa E-Nova.

POR ANO SÃO NECESSÁRIAS 13 ÁRVORES PARA ABSORVER AS EMISSÕES EVITADAS POR UM SISTEMA FOTOVOLTAICO DE 1 KW.

O SOLIS disponibiliza ao cidadão lisboeta várias ferramentas, entre as quais:

  • três diferentes mapas, com possibilidade de três níveis de visualização territoriais (a cidade, a freguesia e o edifício);
  • mapa de exposição solar (atualizado face a 2012);
  • mapa de eletricidade solar;
  • mapa das instalações solares fotovoltaicas na cidade;
  • registo do seu sistema fotovoltaico na comunidade SOLIS;
  • e informação sobre as regras de mercado e sua dinâmica;

Objetivos de Lisboa na captação de energia solar

Em 2021, 8 MW de capacidade fotovoltaica cumulativa instalada em edifícios;
Em 2021, central fotovoltaica de 2 MW para abastecimento de autocarros e veículos de recolha de resíduos elétricos;
Em 2030, 103 MW de capacidade fotovoltaica cumulativa total.